Um dia dedicado à Corrida

por / quinta-feira, 18 junho 2015 / Postado emVida de Corredor
Expo Half Marathon

Confesso que não pretendia passar muito tempo na Expo da Mizuno Half Marathon. Havia me planejado para visitar uma exposição de arte, passar um dia agradável com as amigas paulistanas. Minha pretensão era buscar o meu kit e só. Até que recebi a programação das palestras no meu e-mail. Quando recebi a programação, me arrependi de não ter negociado uma folga no trabalho e ido para São Paulo na quinta! Mas a vida não é Hollywood!

Quando a minha querida Valeria Spakauskas anunciou que faria a palestra de encerramento da Expo da Mizuno Half Marathon, eu ainda pensei em ir só na hora da palestra dela. Mas quando analisei a programação, pirei. Quis assistir tudo! Desmarquei os compromissos com as amigas e resolvi dedicar mais um dia à corrida. Foi uma das melhores escolhas que eu fiz!!!

Saí da casa da minha amiga cedinho no sábado e segui para a Expo. Chegando lá, peguei o meu kit, tomei um pouco de água (aromatizada com hortelã e maçãs), visitei a loja da Mizuno e me decepcionei por não encontrar a camiseta It’s Runderful. A coleção da Mizuno está maravilhosa! Confesso que sempre fui fã dos tênis (tenho uma história de amor verdadeiro com o Prorunner), mas nunca curti muito a modelagem das roupas, mas me surpreendi com essa coleção! Tudo lindo!!! Desejei tudo o que vi! Mas tive vontade de chorar por não encontrar a camiseta com a qual eu estava sonhando. Decepção mesmo!

Ao chegar na expo, tinha pódio para tirar foto, painel para deixar mensagens, cabine fotográfica, uma salinha da F.O.R.M. (Form Optimizer of Running Methodology), a pioneira metodologia de avaliação de postura durante a corrida que fornece um diagnóstico completo sobre a forma de correr de cada pessoa e de que maneira ela pode aperfeiçoar o rendimento a partir dos dados de biomecânica relacionados aos atributos segurança, postura, relaxamento, trajetória e balanço.Tínhamos também o teste do pedígrafo, que avalia o tipo de pisada. Uma coisa que eu achei bem interessante foi o test drive de calçados da Mizuno em esteiras com interação em 3D, com a simulação de diversos ambientes. Além de tudo isso, uma mesa enorme esteve posta durante o dia todo com sucos, biscoitos, água aromatizada e alguns sanduíches.

Começamos o dia com uma Mesa Redonda impressionante: Igor Amorelli (campeão do Ironman Brasil 2014), Adriana Monticeli (Campeã do Ironman Brasil 2015), Mário Sérgio (Treinador e Diretor da Run&Fun) e o Paulo Roberto de Almeida Paula (Maratonista Brasileiro em busca da Classificação para a Olimpíada 2016). Que delícia começar o dia ouvindo esses atletas! A conversa rendeu bastante. Foi desde treinos e provas, passou por indicação de tênis (todos disseram preferir o Prorunner!) e terminou com casos sobre corridas. Evolução na corrida foi um tema recorrente. Transição de distâncias foi um assunto muito falado, seguido por prevenção de lesões, disciplina, mercado de corrida, motivação, e tênis, claro! Um início de manhã perfeito.

Inspiração para Correr a Vida Toda...

Inspiração para Correr a Vida Toda…

Eis que surge Carol Barcelos, com aqueles olhos profundos e sorriso fácil. Eu, que sempre fui fã, me emocionei, aprendi, repensei e conversei muito com essa querida. Além de mostrar seus desafios, suas conquistas, seus medos, a garota falou muito do amor pela corrida, da dedicação. Ela nos falou sobre a questão de ser feliz correndo. De fazer uma escolha, se dedicar, batalhar mesmo, de dar exemplo para o mundo. A Carol disse duas coisas que me marcaram bastante: “Você estar feliz é uma forma de ensinar a ser feliz também. Tem coisas que só nós podemos fazer e na corrida, a gente leva muita gente junto. Você não faz só por você, você faz pelas pessoas que ama, por aqueles que te apoiam”. Eu, que prego tanto a felicidade, me identifiquei demais com as falas dessa garota da qual sempre fui muito fã! Sobre treinamento, ela falou do quanto também é difícil para ela conciliar a rotina profissional com família e treinos. E falou também que o que nos faz desistir é saber que não estamos preparados e acrescentou que quando desistiu de um desafio, não foi por puro e simples medo e sim por saber que não havia treinado o suficiente. A palestra foi encerrada falando de uma Maratona, “correr uma maratona, escolher um desafio, é a chance que a vida te dá de ser feliz”. Ao final da palestra, passei quase 30 minutos conversando com essa fofa sobre corrida, vida, carreira. Foi muito mais do que eu esperava, me fez muito bem!

"A sensação que a gente tem quando conquista alguma coisa, quando acaba um desafio, é que isso ninguém pode nos tirar".

“A sensação que a gente tem quando conquista alguma coisa, quando acaba um desafio, é que isso ninguém pode nos tirar”

Aí, sai a Carol e entra a Yana Glaser, nutricionista esportiva super competente! A Yana falou sobre nutrição para melhora da performance e recuperação. Como a Yana é triatleta, além de estudar muito, ela vive o que fala. As dicas de hidratação mexeram com a galera! As dúvidas sobre alimentação antes, durante e após as provas foram explicadas de forma tão didática, que tenho certeza de que só erra agora, quem for muito cabeça dura! As explicações sobre suplementação foram extremamente válidas também. Uma pena nós não podermos testar novas estratégias alimentares em dia de prova. Já estou louca para praticar algumas coisas que aprendi. Quase morri quando ela explicou que trocar o gel de carboidrato por jujubas significa comer apenas 2 jujubas (!) e não um pacote, como muita gente faz! Muitas informações importantes!!!

Mudando a Percepção de Nutrição pré, durante e pós prova

Mudando a Percepção de Nutrição pré, durante e pós prova

Após a palestra da Yana, eu precisava almoçar. O curto intervalo entre as palestras foi algo que me incomodou um pouco. Quando saía para almoçar, encontrei o Frotinha e o Renato Dutra e foram tantas risadas e “causos” sobre corrida, que quase fiquei sem almoçar. Foi um tal de apresenta fulano, conversa com beltrano, que fiquei completamente confusa! Conheci muitas pessoas legais, envolvidas com corrida, apaixonadas. Esses contatos durante a feira, foi com pessoas que normalmente não encontro em provas, treinos e afins. Fazer amizades nesse nosso mundinho da corrida é algo que eu amo e, na Expo, fiz bastante!

Após almoçar e relaxar um pouco, voltei para a Expo e logo na entrada já me encontrei com a Valeria Spakauskas. Que delícia ter uma amizade saindo do virtual e entrando no mundo real. Daí, já encontrei a Roberta Palma e uma parte da equipe do Jornal Corrida e rimos muito, nos divertimos, falamos sobre corrida, sonhos, expectativas e sobre a prova, claro! Foi uma tarde de muitos abraços apertados, gargalhadas, carinho e afeto.

Nos encontramos na fila da cabine!!! rs rs

Nos encontramos na fila da cabine!!! rs rs

Então veio a palestra da Valeria, Correndo com o Corpo e a Alma… Cara, sou suspeita porque a considero uma das pessoas mais alto astral que conheço! Além disso, o amor que essa mulher tem pela corrida é contagiante! Ela falou sobre pessoas comuns, como eu e você, pessoas que trabalham, têm uma vida corrida e ainda se dedicam, correm com paixão. A Val falou sobre fazer o que se ama, sem querer provar nada a ninguém, sobre desafiar-se, sobre se conhecer, sobre contagiar as pessoas ao redor. Eu fiquei impressionada e muito feliz por ver a minha amiga ali, falando para a galera que é possível não buscar performance e mesmo assim ser feliz na corrida!

A palestra dela foi linda!!!

A palestra dela foi linda!!!

E aí, acabou a expo… Confesso que não queria que o dia acabasse. Curti tudo e fiquei muito feliz por ter optado pela corrida e não pelo rolé com as amigas. Após um dia tão intenso, teve blá blá run com a galera do Jornal Corrida e confesso que deu muita vontade de conviver mais com aquela galera. Eu fico aqui, isolada em BH, enquanto aquela galera sangue bom está se encontrando sempre, rindo, trocando ideias, sendo feliz! Mas outras oportunidades de estarmos juntos virão e espero que seja em breve!!!

Jornal Corrida

Que delícia as amizades que a corrida nos trás!!!

Que delícia as amizades que a corrida nos trás!!!

Aline Oliveira
Apaixonada pela vida, por esportes, pessoas e suas histórias. Curiosa sobre o mundo e eterna aprendiz. Depois de anos proibida de praticar os esportes que amava devido a um probleminha nos joelhos, resolvi me arriscar. Não aceitei largar a corrida e hoje sou uma corredora muito feliz!!!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: