Treinador: ter ou não ter???

por / sexta-feira, 04 setembro 2015 / Postado emVida de Corredor
Treinador

Uma frase que ouvi muito durante a minha infância foi: “ninguém nasce sabendo”. Minha mãe sempre me incentivou a perguntar, pesquisar, procurar saber. Talvez seja por isso que eu seja tão curiosa! A questão é que não basta perguntar, precisamos saber a quem perguntar. Porque falar, qualquer um pode, mas ensinar… É, nada na vida é muito simples, mas somos dotados de inteligência e podemos aprender muito ao longo dela. Graças a Deus!

Quando comecei a correr, tinha muitas dúvidas e questionamentos. Mas tinha um treinador que, apesar de não ser tão experiente, conseguia me explicar muitas coisas. Por causa dessa minha curiosidade latente, sempre estudei muito sobre corrida e nunca me conformei com nada mal explicado ou que eu não entendesse direito. Sempre li muito, participei de alguns congressos, busquei pessoas que entendiam de verdade sobre o assunto. Não, eu não me tornei expert em corridas, mas estou sempre em busca de conhecimento e sei que nunca será o suficiente para que me sinta totalmente segura.

Nos últimos meses, tenho me questionado bastante sobre a forma como tenho me dedicado à corrida, o meu desempenho em treinos e provas e os objetivos que tracei e acabei não atingindo. Hoje, tenho alguns amigos muito dedicados ao esporte, treinadores e estudiosos que me orientam, que me ensinam, que me ajudam bastante. A certeza que eu tenho é de saber que quero correr por muito anos e ainda tenho muito a evoluir e conquistar.

Quando queremos aprender algo, procuramos por alguém que saiba sobre o que queremos aprender e nos dispomos a ser orientados, não é?! Por que não fazemos isso em relação à corrida?! Apesar de muitos dizerem que correr é inerente ao ser humano, que todos são capazes e tal, acredito que todos são capazes de sair por aí correndo, mas nem todos sairão por aí correndo de forma segura, preservando seu corpo e extraindo o seu melhor. É aí que entra o profissional de educação física com especialização em corrida. É aí que entra a figura do treinador.

Já faz muito tempo que eu corro sem assessoria. Muito tempo mesmo! Quando cansei da minha assessoria e mudei de cidade, passei um tempo com assessoria online e depois deixei tudo de lado e fui correr por minha conta! Tudo lindo, tudo muito bom até eu aumentar as distâncias. Como ando muito reflexiva ultimamente, sobrou até para a corrida e foi aí que descobri que após ter aumentado as minhas distâncias, vivo lesionada! Vocês acham que isso se dá por quê? Acabo de ter certeza de que é falta de acompanhamento profissional!

Fui conversar com alguns amigos que são treinadores e vejam o que o Paulo Santos, Diretor Executivo da Run&Fun BH me explicou sobre a forma que eles trabalham: “Todos os programas de treino são analisados, criteriosamente, por cada treinador e um departamento técnico. Consideramos as individualidades e entramos com a ciência: carga, volume, intensidade e densidade de treinamento são inseridos em gráficos para que o aluno consiga atingir seu objetivo final. Reconhecidamente isso é chamado de Periodização. Treinos sistematizados e elaborados levando em consideração a fisiologia e o treinamento esportivo. Até os caminhantes possuem periodização na Run&Fun. Gostamos de medir tudo que fazemos”. Querendo ou não, é diferente!

Ter alguém capacitado para desenvolver nossos treinos, faz muita diferença! O Ramon Lino, da Personal On diz o seguinte: “é o planejamento da relação volume x intensidade que um profissional de Educação Física pode realizar para que o atleta corra com um menor risco de lesão e aumento de sua performance esportiva. Além de realizar a prescrição, o treinador é capaz de monitorar os treinos e fazer os ajustes necessários para que o atleta continue evoluindo caso responda de forma positiva as cargas de treinamento ou diminua o volume, mude a formatação dos treinos, caso perceba a chance do atleta se lesionar quando não estiver se adaptando ao treino”. Cara, é muito isso mesmo! Tenho sentido na pele o quanto a presença de um treinador por perto faz falta nessas horas! A verdade é que desde que corri a minha primeira Meia Maratona, lá em 2012, tenho passado mais tempo me tratando do que correndo. Já perdi a conta de quantas vezes me vi voltando a correr e isso não é legal.

Eu percebi que correr sem orientação até pode ser ok, desde que você corra distâncias curtas e sem muita pressão por performance. Pode até rolar, desde que o objetivo seja se divertir! O ideal é que você pare e pense nos seus objetivos, na sua disposição para o esporte e aí decida o que combina com esses objetivos ou não. Mas ficar atento à sua postura, à sua movimentação é primordial.

Eu, estou numa fase em que o tempo é um fator mais do que limitante na minha vida. Mal tenho tido tempo para treinar. Por isso não tenho feito provas, não tenho corrido da forma que gosto. Então, qual foi a solução encontrada? Diminuir distâncias, correr só para me divertir, sem pressão, sem metas, sem expectativas. Tenho corrido no máximo duas vezes na semana e não tenho me apegado a distâncias. Saio de casa e corro entre 30 e 40 minutos e me sinto bem assim. Não, não tenho feito treinos longos, nem de tiros, nem educativos. Apenas exercícios funcionais e corridas sem compromisso.

Enquanto eu não puder me dedicar como gosto, a corrida seguirá como atividade recreativa, não como treinamento. É claro que eu tenho vontade de voltar às provas, aos treinos pesados, aos meus sonhos e metas! Mas agora, não cabe na minha vida. Mas vai voltar a caber! Ah, se vai! Enquanto isso, tenho estudado as assessorias de BH, conversado com profissionais de áreas complementares à corrida e vou aguardando a vida entrar nos eixos para a corrida voltar da forma como eu gosto. Falta pouco para eu voltar com tudo!!!

Caso você ainda não tenha uma assessoria, pense um pouco nos seus objetivos, analise a sua evolução, estude bastante e veja o que pode ser melhorado. É você quem toma a decisão. Ninguém melhor do que você para decidir o que vale mais a pena, o que é realmente importante. Alinhe treinos, metas e objetivos e surpreenda-se!!!

Bons treinos e vamos que vamos!!!

 

 

Aline Oliveira
Apaixonada pela vida, por esportes, pessoas e suas histórias. Curiosa sobre o mundo e eterna aprendiz. Depois de anos proibida de praticar os esportes que amava devido a um probleminha nos joelhos, resolvi me arriscar. Não aceitei largar a corrida e hoje sou uma corredora muito feliz!!!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: