Na reta final, tive 3 pessoas que me apoiaram muito, que ouviram minhas reclamações, meus medos e ansiedades. A Chrys, minha amiga da vida toda, sempre me dizia o quão grande era tudo aquilo que eu estava vivendo e o quanto ela me admirava por ter me proposto o desafio e corrido muito para realizá-lo.

Quando largamos em Lauro Müller, fazia um pouco de frio. Não o frio que havia me aterrorizado fazendo gastar um fortuna em roupas novas para enfrentar até uma possível nevasca! Era um frio com o qual já estou acostumada. Aquele frio que só o corta vento resolve (corta vento luxo e exclusivo, no caso) e

Nas semanas que antecederam a Uphill, eu estava trabalhando freneticamente para deixar tudo sob controle enquanto estivesse de férias. Passei 2 semanas trabalhando de 11 a 13 horas seguidas porque precisava deixar 30 dias de trabalho adiantado por não ter quem me substituísse na empresa. Pesado. Mais pesado ainda para quem enfrentava os treinos para

A Mizuno Uphill era a minha prova dos sonhos e isso eu nunca escondi. Tanto é, que quando lancei o Desafio Secreto, imaginei que qualquer um que me conhece um pouquinho adivinharia qual era a prova na primeira conversa! Mas não foi isso que aconteceu… Eu tinha tanto medo da prova e tanto respeito pela

Faltam 60 dias para a prova da minha vida. Faltam 60 dias para eu estar alinhada numa cidade que eu não conheço, ao lado de pessoas que eu nunca vi, para encarar o maior desafio ao qual eu me propus. Eu estou com muito medo. Estou desesperada. Não sei mais o que pensar e o

TOPO
%d blogueiros gostam disto: