Nos últimos anos, foram muitas lesões. Uma atrás da outra. Falta de tempo para treinar, dores, preguiça, falta de vontade também. A verdade é que não corro direito há anos. Não treino direito, não corro direito e vivo me tratando. Como é difícil de admitir isso! Acabo de me recuperar de uma tendinite patelar e

Após ter “quebrado” na Meia Maratona, fiz um discurso de que havia superado, de que esse tipo de coisa acontece mesmo, mas confesso que não é isso o que estou sentindo… Li em algum lugar que “Desistir é para sempre” e estou sentindo isso muito forte. Domingo passado, tive uma prova de 5,5km em Itabirito

Este post poderia se chamar também:  “A primeira desistência a gente nunca esquece”, “O dia em que uma câimbra me derrubou”,  “O dia em que chorei muito na ambulância” ou mesmo “O dia em que quebrei numa corrida”. Pois é, galera! Quebrei!!! E nem foi pelo despreparo! Tive muita câimbra, vomitei duas vezes e tive que

TOPO
%d blogueiros gostam disto: