Quando largamos em Lauro Müller, fazia um pouco de frio. Não o frio que havia me aterrorizado fazendo gastar um fortuna em roupas novas para enfrentar até uma possível nevasca! Era um frio com o qual já estou acostumada. Aquele frio que só o corta vento resolve (corta vento luxo e exclusivo, no caso) e

Imagine acordar no meio da noite com tremores no pescoço e taquicardia. Você volta a dormir, mas acorda novamente com os mesmos sintomas. Os dias passam e de repente você já não consegue dormir. E no dia seguinte tem treino cedo e você não rende muito, mas acredita que foi pela falta de sono. No

Faltam 60 dias para a prova da minha vida. Faltam 60 dias para eu estar alinhada numa cidade que eu não conheço, ao lado de pessoas que eu nunca vi, para encarar o maior desafio ao qual eu me propus. Eu estou com muito medo. Estou desesperada. Não sei mais o que pensar e o

Tudo começou na Corrida da Araújo. Corrida linda, muito cheia, com organização exemplar e minha primeira provinha do ano (!). Foi tudo de lindo! Ao final da prova, passei na tenda da Run&Fun para fazer aquele social – que a gente ama – e aquela massagem pós prova que coloca o corpo nos eixos. Até

Faz pouco mais de um mês que eu estou treinando com a Run&Fun e ontem foi o primeiro dia em que consegui participar de um treino coletivo com a equipe. Ufa! Todos os dias de treino, vou eu para o trabalho com a mochila arrumada, às vezes, até com a legging debaixo da calça jeans,

Ele jogava futebol e era sempre muito rápido. Ter amigos que correm, gostar de assistir provas de atletismo e o fato de ter começado a trabalhar numa loja de produtos esportivos, o levaram à corrida. Ele queria acrescentar mais uma atividade física à rotina e esse esporte parecia uma boa alternativa. Logo no início, ele

Nos últimos anos, foram muitas lesões. Uma atrás da outra. Falta de tempo para treinar, dores, preguiça, falta de vontade também. A verdade é que não corro direito há anos. Não treino direito, não corro direito e vivo me tratando. Como é difícil de admitir isso! Acabo de me recuperar de uma tendinite patelar e

Uma frase que ouvi muito durante a minha infância foi: “ninguém nasce sabendo”. Minha mãe sempre me incentivou a perguntar, pesquisar, procurar saber. Talvez seja por isso que eu seja tão curiosa! A questão é que não basta perguntar, precisamos saber a quem perguntar. Porque falar, qualquer um pode, mas ensinar… É, nada na vida

Ela se recuperava de uma sinusite e estava deitada, assistindo TV na casa da mãe.  De repente, uma dor no peito lhe tirou o ar. Era uma dor muito forte. A dor era tão forte que ela se desesperou e pedia à mãe que ligasse para o pai, o marido, o irmão, para quem pudesse

Todos os dia, recebo e-mails, directs, inbox de pessoas pedindo ajuda para começar a correr. Bom, eu sou apenas uma corredora. Não sou profissional da área e não posso prescrever treinos. Sendo assim, fui procurar profissionais que eu admiro muito para falar um pouco sobre começar a correr. O Paulo Santos, Diretor Executivo da Run&Fun

Outro dia, fui assistir uma prova de rua. Na verdade, fui acompanhar minha mãe e umas amigas e aproveitar para pegar um sol, socializar com os amigos corredores, doar algumas roupas para um projeto social, enfim, fui respirar um pouco de corrida. Como haviam horários diferentes de largada e nossa turma estava dividida entre esses

A corrida me trouxe muitas coisas boas. Me trouxe paz, equilíbrio, foco, disciplina, felicidade, saúde. Mas das coisas boas que a corrida me trouxe, a melhor delas foram os amigos. A cada dia, conheço mais e mais pessoas, histórias emocionantes, aprendo muito sobre corrida e sobre a vida. No fim das contas, penso que é

TOPO
%d blogueiros gostam disto: