Sim, eu sou Paleo!!!

por / sexta-feira, 26 fevereiro 2016 / Postado emSer Saudável é uma Delícia
A-Dieta-do-Paleolítico.-1

Sei que para muitos ainda soa estranho alguém comer a gordura natural dos alimentos, não comer industrializados, não usar adoçantes artificiais, não comer nada light ou diet e ainda pensar que está saudável e muito bem… Pois é, nos ensinaram a comer errado a vida toda, como mudar hábitos que estão enraizados no nosso inconsciente, que já fazem parte da nossa e da maioria das pessoas que nos cerca?

Quando conheci a alimentação paleo, fiquei bastante assustada com a quantidade de informações, com os estudos e mais estudos que tentavam me provar que fiz tudo errado a vida toda! Não, eu não entendia como alguém poderia emagrecer sem comer de 3 em 3 horas (ou mesmo de 2 em 2h que era a forma como eu comia quando queria hipertrofiar), inserindo carnes gordas na dieta ou mesmo regando a salada com muito azeite (eu considerava meu maior “pecado”)! Mas não era só isso!!! Era preciso comer comida de verdade! Era preciso inserir na alimentação verduras, legumes, frutas (sim, frutas!) e cortar totalmente os industrializados, os refinados, os cereais. Eu, na minha ignorância e total condicionamento alimentar, pensei: “Sobra alguma coisa boa para comer”? Não, eu não entendia como aquilo poderia funcionar e acreditava que não seria possível ter uma vida normal e ser Paleo!

Passei meses estudando até me convencer! Comecei cheia de receios, mas comecei! Sequei bastante no primeiro mês. Achei aquilo legal, mas ainda sofria muito pelos alimentos que havia cortado da minha vida. Mantive a alimentação Paleo por cerca de 6 meses e não dei conta! Fui abrindo uma exceção aqui, outra dali e, quando vi, já era uma viciada em comida de novo, comendo um veneninho aqui, outro acolá, o efeito sanfona voltara e, apesar de toda a consciência alimentar que eu havia adquirido estudando e testando tudo no meu corpo, eu simplesmente não conseguia me controlar! Voltei para a dieta de fome e fiquei ali, naquele efeito sanfona ritmado, mas de boa. Passaram muitos meses. Passou um ano. Quando passaria outro ano e me vi 14kg mais gorda, resolvi acabar com a palhaçada!

paleopiramide

Em Dezembro de 2015, consultei uma nutri Paleo e decidi que vou emagrecer porque preciso correr sem me lesionar e que a Paleo me faz feliz e é por isso que vou seguir esse estilo de vida! Esses anos de estudo e algumas tentativas de prática, ajudaram muito a criar uma nova consciência alimentar e a me fortalecer para essa decisão. Nunca é fácil mudar hábitos, mas não é impossível. É uma luta diária. Estou conseguindo.

Comecei oficialmente a dieta, no dia 18 de Dezembro. Na primeira semana, já enfrentei a tão temida ceia de Natal! Como eu nunca gostei muito dessas comidas de Natal, foi super tranquilo! Comi as carnes deliciosas que o meu tio preparou (pela primeira vez, sem culpa), me fartei com as saladas que minha prima montou e petisquei as nuts tão tradicionais nessa época! Levei vinho tinto para a casa de cada avó e pronto! Me diverti com a família, mantive a dieta, não tive vontade de comer nada fora do meu programa alimentar e percebi que desta vez, não seria tão difícil! Veio o réveillon e foi tudo muito legal, mais uma vez! Durante um churrasco com a família, resolvi beber um pouco de vodka e foi um desastre! Descobri que em Low Carb, fiquei muito sensível ao álcool e não posso mais beber destilados. Como fico muito feliz em acompanhar meu pai numa taça de vinho aos sábados, mantenho essa hábito e sigo tranquila.

Benefícios da Paleo

Senti tudo isso na pele!!!

Não vou dizer que é muito fácil, que a vida em Low Carb é maravilhosa e que não há sofrimento. Claro que não é assim o tempo todo! Afinal, são mais de 30 anos de hábitos ruins para serem mudados! Eu sempre fui viciada em brigadeiro (tipo, amor verdadeiro) e realmente não consigo lidar tão bem com o fato de não poder comer brigadeiro. Mas enquanto preciso emagrecer, evito até ver brigadeiro na minha frente. Também tenho algumas dificuldades em eventos sociais. Fui em festa em que não havia nada que eu pudesse comer – nessas horas, opto por comidas com menos “veneninhos” – e o pior é quando você chega num evento e os garçons não estão preparados para te servir água! Ainda acontece! Principalmente na roça! Mas aos poucos, vou me adaptando e aprendendo a buscar opções mesmo quando elas parecem não existir.

Conversei com a turma, expliquei que tenho um grande desafio na corrida pela frente e que preciso emagrecer para treinar bem e não me lesionar. Alguns acham bobeira, outros entendem e assim a vida segue! Sempre gostei muito de cerveja (principalmente das artesanais) e tenho dificuldades quando algum amigo me chama para tomar uma cerveja diferente ou das que eu gosto muito. Mas tenho resistido! Acabei abrindo uma exceção em 2 ou 3 dias do Carnaval para a cerveja (a alimentação ficou normal) e percebi o quanto o meu corpo sentiu. Fiquei muito inchada e ganhei quase 3kg na balança! Vi e senti o quanto não é legal abrir esse tipo de exceção.

Passado o carnaval e o excesso que eu sei que cometi, a Taiana Mattos lançou o desafio “Quaresma Saudável” e eu resolvi aderir. Esse desafio consiste basicamente em passar esses 40 dias comendo comida de verdade! Cortar industrializados, açúcar (até do chocolate 70%), embutidos (acabou a farra do bacon) e bebidas alcoólicas (adeus vinho!). A alimentação passa a ser focada em frutas, legumes, verduras, carnes e o consumo de queijos e creme de leite (para quem é viciado como eu) passa a ser restrito a apenas 1 porção ao dia. Além disso, é preciso se exercitar 5 dias por semana! Não me pareceu tão difícil, a princípio, mas nos primeiros dias sofri absurdamente com a abstinência de queijos (foi quando me descobri viciada) e no primeiro final de semana, já esqueci e tomei vinho! Tentei me readequar, começar de novo, mas não consegui! Adeus, desafio!

Tirei uma semana de folga da dieta. Existe isso na paleo?! Não, não saí comendo feito louca! Me permiti comer brigadeiro (feito em casa, com o mínimo de venenos possível) e aceitei o convite da família para comer uma pizza com todos reunidos! Satisfiz a minha vontade, a da família e decidi que faria um Whole 30!

O que é Whole 30? Você descobre neste link (não tenha preguiça de ler)! Comecei em segredo. Não queria me sentir pressionada e nem culpada, caso não desse certo! Mas passada a primeira semana, estou me sentindo tão tranquila, que resolvi contar! Depois da primeira experiência de cortar os queijos e a descoberta do meu vício, resolvi analisar friamente a situação e tomar a decisão de que, como diz o Teco Mendes (do Sendo Paleo), “pare de gostar daquilo que te faz mal” e por enquanto não estou sofrendo pela falta de queijos!

Antes de começar o Whole 30, resolvi subir na balança! Descobri que eliminei 7kg desde que comecei a ter acompanhamento com a Taiana Mattos!!! Fiquei mega feliz!!! Já passou da hora de eu marcar uma nova consulta com ela, de readequar a dieta, de tirar medidas, de sanar algumas dúvidas que ainda me perturbam e tal, mas ela está enfrentando problemas muito sérios com uma doença na família e eu estou enfrentando problemas no trabalho que estão consumindo todo o meu tempo e talvez até a minha sanidade! Conversamos outro dia e resolvemos marcar a próxima consulta só em Março para que possamos ter um tempo de qualidade juntas!

Para os que estão ansiosos, me escrevendo preocupados porque ainda não tivemos textos da Taiana Mattos no blog, peço paciência! Enquanto ela tiver esses problemas familiares para resolver, não teremos textos! Entendam o momento e entendam que somos humanos e temos uma vida além da internet. Às vezes, é difícil conciliar trabalho, vida saudável, vida pessoal e familiar!!! Continuem seguindo as publicações da nossa nutri no Instagram e levando uma vida mais saudável! Vale a pena!!!

Bom, o textinho, virou textão! Desculpem!!! Para quem teve paciência de ler até o final, obrigada!!! Sigam o Corra Leve no Facebook e no Instagram e fiquem por dentro de tudo o que está acontecendo, recebam dicas de treino, de vida saudável, de comidinhas e muitos mais!!! Beijo no coração de vocês e vamos que vamos!!!

Aline Oliveira
Apaixonada pela vida, por esportes, pessoas e suas histórias. Curiosa sobre o mundo e eterna aprendiz. Depois de anos proibida de praticar os esportes que amava devido a um probleminha nos joelhos, resolvi me arriscar. Não aceitei largar a corrida e hoje sou uma corredora muito feliz!!!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: