Prevenir lesões é melhor do que tratar

por / quarta-feira, 06 abril 2016 / Postado emDesafio Secreto, Vida de Corredor
Corredora

Tudo começou na Corrida da Araújo. Corrida linda, muito cheia, com organização exemplar e minha primeira provinha do ano (!). Foi tudo de lindo! Ao final da prova, passei na tenda da Run&Fun para fazer aquele social – que a gente ama – e aquela massagem pós prova que coloca o corpo nos eixos. Até então, tudo normal… Teve selfie com os amigos, feedback com os treinadores, muito blá blá run, a tal da massagem, lanchinhos deliciosos e o fisioterapeuta!

Bom, hoje é vou falar sobre fisioterapia! Eu só havia feito fisioterapia para recuperar de lesões. Já havia lido bastante coisa sobre fisio preventiva, mas como a maioria dos mortais, sempre tive certo trauma desses profissionais. Voltando à minha passagem pela tenda da Run&Fun no pós prova, estava conversando com uns amigos e observando aquela figura com a qual poucos interagiam. Como adoro uma conversa, resolvi ir até o camarada trocar umas ideias. Da conversa que começou falando sobre tênis, me vi deitada na maca fazendo uns testes acerca da minha bursite! Foi aí que as coisas começaram a fluir e a conversa rendeu muito!

Naquela manhã feliz, quem me atendeu na tenda da Run&Fun foi o Matheus. Ele foi super atencioso comigo, conversamos bastante sobre as minhas lesões, ele fez alguns testes comigo e levantou uma suspeita de que o meu caso poderia ser outro tipo de lesão e não a Bursite Trocantérica. Eu me assustei com essa ideia e claro que combinei com ele de passar na clínica para fazer uma avaliação mais complexa! Trocamos telefones e eu fiquei de ligar na clínica na semana seguinte para marcar uma avaliação completa, levar meus exames e tênis de corrida. Fiquei tão impressionada que, naquela hora mesmo, já coloquei a minha mãe na maca para fazer uma avaliação rápida e chamei algumas amigas que também estavam reclamando de dores. Todas levantaram da maca com muita vontade de entender mais sobre o assunto e fazer as tais avaliações detalhadas.

Cheguei em casa e já comecei a separar os exames que eu tinha. Eu realmente estava empolgada com a tal avaliação. Mas acabei esquecendo o cartão da clínica em casa por 2 vezes. Na terça, enquanto eu treinava, me telefonaram da clínica, mas é claro que não atendi – não ia parar o treino para atender um número desconhecido – mas um pouco mais tarde, já em casa, recebi uma mensagem no whatsapp do Antônio (outro fisioterapeuta) me falando da avaliação rápida do Matheus e falando para marcarmos a avaliação completa na clínica.  Fiquei de ligar no dia seguinte para marcar, encontrei o cartão da clínica e coloquei logo na bolsa para não ter erros no dia seguinte! Estava curiosa, animada e super tranquila…  No dia seguinte, liguei e marquei um horário para a segunda feira passada! Enfim, faria uma avaliação sobre corrida e não sobre lesões!

A Fibra Treinamento e Performance é uma clínica especializada em fisioterapia esportiva e ortopédica que oferece tratamento diferenciado de reabilitação e prevenção de lesões para atletas de nível profissional  ou amador de várias modalidades esportivas. O mais legal de tudo é que todos por lá praticam esportes e a vivência faz com que o profissional realmente conheça as necessidades do atleta, além de fazer com que eles entendam as nossas frustrações também! Quem me atendeu por lá, foi o Antônio Duarte e uma das minhas primeiras perguntas para ele (após observar o tênis que ele calçava) foi se ele também corria. Quando ele me falou que sim e começou a me falar sobre o quanto ele gostava desse esporte, fiquei muito mais tranquila e bem mais animada!

Claro que eu perguntei muito sobre lesões, afinal é o que mais nos assusta, né?! E foi muito bom entender que não existe uma causa única para esse mal tão temido por todos e que é possível prevenir as tão famosas e chatas lesões! O Antônio me explicou o seguinte: “lesão é sempre multifatorial. Elas decorrem de uma associação de fatores, e nunca de um só. Estes fatores causadores se classificam em  intrínsecos e extrínsecos. De modo geral, intrínsecos são aqueles que provem do atleta como a força muscular,  flexibilidade, controle do movimento, fator psicológico, entre outros; os extrínsecos seriam tudo aquilo externo ao atleta como o tênis, o solo do local, a temperatura, as alterações do terreno, dentre outros. O somatório desses fatores é o que leva a uma lesão”. Fez todo o sentido entender isso! E me ajudou a perceber que normalmente, somos nós mesmos os culpados por apresentarmos um quadro de lesão. Isso mesmo! Normalmente, sentimos uma dorzinha e fingimos que ela não existe, ignoramos completamente. Até que essa dorzinha ou incômodo comece a atrapalhar de verdade, não procuramos ajuda. E sabe o que eu aprendi também? Que só podemos chamar de lesão, algo que nos impeça de treinar normalmente ou que comprometa nosso desempenho! Isto é, aquela dorzinha inicial ainda não é uma lesão, mas como a negligenciamos, ela pode se tornar tal monstro!

Esse papo de lesão me deixa triste, morrendo de medo mesmo!!! Eu sempre fui chamada de exagerada pelas pessoas próximas porque não gosto de sentir dores que desconheço e exatamente por isso, vivo nos consultórios médicos! Procurar os médicos pode ser uma ótima opção, mas eu já ouvi várias vezes que eu estava exagerando, que não era nada, que estava ficando neurótica… Triste, mas é verdade! Mas agora também já sei que fisioterapia preventiva é a solução! Na fisioterapia preventiva, todos os fatores que podem causar lesões serão analisados e o profissional indicará o que for necessário para corrigir os padrões que podem gerar as tais lesões. Isto é, ao invés de ficar naquelas sessões chatas, tratando de dores e lesões, você terá sessões mais dinâmicas e embasadas para corrigir os seus problemas!

Isso é só para atletas?! Se considerarmos que atleta é todo indivíduo que pratica um esporte com regularidade, sim! Fisioterapia é para todos, mas a preventiva pode aliviar e muito a vida dos atletas! Se você pratica atividade física com regularidade, pode ser uma ótima forma de se manter afastado das tão temidas lesões. Segundo o fisioterapeuta Antônio Duarte, “a fisioterapia preventiva é de grande importância para todos os esportes. Métodos preventivos de lesões ainda estão sendo estudados e essa é uma área na qual muitos avanços foram registrados nos últimos anos, porém ainda há muito a ser feito. A fisioterapia estuda o movimento, portanto sabemos quais os movimentos adequados para cada esporte e sabemos também o que não deve ser feito por ser fator de risco lesivo. Então, através de uma boa avaliação podemos verificar  os possíveis fatores de risco para diversas lesões e trabalhar para corrigir esses erros o quanto antes. Sejam eles fraqueza muscular, biomecânica equivocada, ativação muscular inadequada, dentre outros. Portanto é uma área que deveria ser mais explorada pelos atletas, a fim de evitar que a fisioterapia só seja realizada quando não estão mais dando conta de executar aquela atividade física, uma vez que o tratamento será mais complexo”.

Eu já estava lesionada e descobri tantos fatores complicados, que me assustei demais! Confesso que dei uma desanimada, tive vontade de jogar tudo para o alto e ficar deitada no sofá vendo a vida passar! Mas eu não sou assim! Eu gosto de desafios! Não é à toa que tenho o Desafio Secreto para me manter na linha e fazer com que eu faça o possível e o impossível para me manter correndo! Eu realmente não pretendo desistir de nada! Vou tentar enquanto ver aquela luzinha brilhante ao final do túnel e vou acreditar até quando mais ninguém pensar ser possível! Eu sou assim. Não desisto fácil, menos ainda quando falam sobre limitações físicas! Escrevo sobre superação há tanto tempo, que não consigo entender como alguém pode desistir antes de tentar com todas as forças!

Mas vamos ao diagnóstico! Eu passei pouco mais de 1h no consultório conversando sobre corrida e realizando alguns testes. Foram alguns exercícios, filmagens e muitas explicações. Ao final, o fisioterapeuta abençoado disse: “após realizar diversos testes dinâmicos, testes de força, flexibilidade, análise da marcha e corrida e avaliação postural foi possível diagnosticar que você ainda apresenta muitos fatores de risco. Alguns que poderíamos interceder e outros que são da sua estrutura, como o quadril mais largo. Mas você apresentou na avaliação fraqueza de glúteo máximo, glúteo médio, aumento do tempo de pronação de antepé durante fase de impulsão na corrida, um colapso medial do joelho, valgo dinâmico, aumento do drop pélvico durante marcha e corrida, aumento da intensidade de treinamento, tênis inadequado, fraqueza de quadríceps e isquiotibiais, hiperativação de tensor da fáscia lata, dentro outros fatores”. Simples, não?! E o Antônio ainda fechou assim: “Como te falei é de fundamental importância corrigir o maior número possível de fatores de risco, prevenindo novas lesões”.

Toda desalinhada e bunda mole! Foi isso que eu entendi! rs rs Brincadeiras à parte, deu para sentir o drama?! A coisa não está fácil não! Depois de quase 1 ano parada, sem fazer qualquer atividade física, com um ganho de peso assustador, o que mais eu poderia esperar?! Ninguém aqui é E.T., né?! Fica sem atividade física e engorda, tem que ter consequências!  E o que eu posso fazer agora é cuidar de tudo isso! Já emagreci uns bons quilos, estou correndo bem melhor, faço aulas de pilates regularmente, mas ainda não está suficiente! A pessoa aqui resolveu que ia voltar a ser atleta e é claro que não vai desistir! Nessa rotina de treinos diários, vai ter que caber fisioterapia também!!! Afinal, para tudo nessa vida, tem jeito! Nenhum problema pode ficar sem solução!

Na próxima semana, começo a fisioterapia e já sei que será muito bom! Se não for prazeroso (apesar de querer acreditar que vai ser), pelo menos será eficaz! Eu realmente acredito no trabalho do Antônio e sei que não vou me decepcionar! Já houve uma conversa entre todos os profissionais envolvidos nos meus treinamentos, o próprio Antônio tratou de alinhar tudo, e eu estou acreditando como se a minha vida dependesse disso! Claro que eu estou com medo! Medo de não dar conta, medo do meu corpo não responder bem, medo de desanimar, medo de desistir… Mas eu não quero pensar em desistir e é por isso que quero ver esse povo trabalhando muito e cuidando muito bem não só do meu corpo, mas do meu psicológico também! Não é possível que uma pessoa cercada por uma equipe tão grande, não vá dar conta! Eu acredito no trabalho de todos os profissionais que me cercam e acredito principalmente na minha vontade de fazer dar certo! É por isso que já deu tudo certo e que o desânimo vai passar longe daqui!

Sacrifício

Depois de 8 anos correndo (ou tentando correr), eu enfim tomei vergonha na minha cara e fui procurar um fisioterapeuta bom e especializado em esportes. Não dê um mole desses!!! Procure um bom profissional! Se eu já tivesse feito uma avaliação dessas lá no início, talvez eu não tivesse me lesionado tanto, não teria tantos ciclos de treino interrompidos, talvez eu já tivesse com aquele pace dos sonhos ou mesmo estivesse fazendo outro esporte porque a corrida não me bastaria mais. Bom, não dá para pensar em tantos talvez e muito menos em quanto sofrimento poderia ter sido evitado. A vida segue é para a frente e o que vem pra mim são 3 meses de muita dedicação e disciplina, novas avaliações e com certeza, muita felicidade!!! Que venham os desafios!!! Eu estou pronta!!!

*Antônio Augusto Duarte é fisioterapeuta graduado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, especialista em Fisioterapia Esportiva pela Universidade Federal de Minas Gerais, sócio proprietário da Fibra Treinamento e Performance, atua em Belo Horizonte como responsável por três Equipes de Corrida e faz parte da Equipe de Fisioterapia do América Futebol Clube, além de ser corredor e já trabalhar com corredores de rua há mais  6 anos.

 

 

 

Aline Oliveira
Apaixonada pela vida, por esportes, pessoas e suas histórias. Curiosa sobre o mundo e eterna aprendiz. Depois de anos proibida de praticar os esportes que amava devido a um probleminha nos joelhos, resolvi me arriscar. Não aceitei largar a corrida e hoje sou uma corredora muito feliz!!!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: