O que eu aprendi na Pampulha…

por / segunda-feira, 02 dezembro 2013 / Postado emVida de Corredor
Pampulha

20131201_080840

A Volta Internacional da Pampulha foi mágica… Me ensinou muito, desafiou o meu corpo e a minha mente, me trouxe os melhores abraços e sorrisos!!!

Uma listinha do que eu aprendi! Não necessariamente em ordem de importância…

1 – Nunca faça uma prova sem estar preparado.

Pode parecer romântico, lindo completar uma prova difícil, mas preparação é primordial! Treinar é muito importante, treinar de acordo com os seus objetivos, se preparar verdadeiramente. Estar despreparado, é escolher sofrer!

2 – Descanso é fundamental.

Só para variar, trabalhei até tarde antes de uma prova importante! Ainda cheguei em casa e inventei tanta coisa para fazer antes de dormir… A verdade é que dormi por volta de 0:15h, para acordar às 5:30h (estava no interior)! Cadê as 8h de sono?! O corpo sente e reclama!

3 – Não acredite na previsão do tempo.

Ainda bem que eu não acreditei na previsão de chuva e desisti da calça no último minuto! Corri de saia e mesmo assim, senti muito calor!

4 – Organize seus materiais com antecedência.

Organizei tudo e não tive contratempos. Já a minha mãe, não se organizou direito e acabou correndo sem o Garmin porque esqueceu no carro!

5 – Se for comer algo antes da prova o faça com no mínimo 30 minutos de antecedência.

Esqueci de comer e fui comendo uma barrinha de castanhas para a largada. Tive dor de lado antes do 2.ºkm! Passou rápido, mas não foi nada legal.

6 – A mente pode te levantar ou derrubar.

Da mesma forma que venci os limites do meus corpo várias vezes com a força dos meus pensamentos, na Pampulha eu vi o quanto a mente pode nos derrubar. Já nos primeiros kms eu me deixei vencer pela minha mente, pelos meus medos e aflições e foi isso o que definiu a prova que eu teria pela frente.

7 – Busque motivação nas pequenas coisas.

Uma fala de um desconhecido, uma imagem, uma paisagem, uma frase… Pequenas coisas podem despertar aquela vontade, aquela força escondida lá no fundo dos seus medos e limites.

8 – Divirta-se enquanto corre.

Se não estiver divertido, se você não estiver feliz, não vale a pena. Correr pode ser muito difícil, mas não deve ser um sacrifício! Se não é divertido, desista!

9 – Respeite a distância.

Nós de BH, consideramos a Pampulha o quintal de casa. Mas não é por isso que é fácil! 18km é uma longa distância! Não é porque você já correu 10km que dará conta dos 18km! Tenha a verdadeira dimensão do que é a distância que você se propôs correr.

10 – Não deixe objetos de valor no seu carro.

Sério! Enquanto corríamos a Pampulha, arrombaram o porta malas do nosso carro e roubaram todas as bolsas! Pois é! Nenhuma marca de arrombamento, nem o alarme disparou! Roubaram o Garmin que a minha mãe havia esquecido na bolsa, as roupas de ginástica, todos os cartões, dinheiro, talão de cheques e até a carteira de motorista! É… os corredores são os novos alvos!!! Leve para a corrida apenas o essencial!!!

Essas foram as lições mais importantes! Amanhã teremos post com toda a história da prova…

Aline Oliveira
Apaixonada pela vida, por esportes, pessoas e suas histórias. Curiosa sobre o mundo e eterna aprendiz. Depois de anos proibida de praticar os esportes que amava devido a um probleminha nos joelhos, resolvi me arriscar. Não aceitei largar a corrida e hoje sou uma corredora muito feliz!!!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: