Invista no Coco para diminuir medidas!!!

por / sexta-feira, 17 julho 2015 / Postado emSaúde é tudo
Texto da Quinzena côco

Sempre que vou escrever esta coluna, penso sobre vários assuntos e vários alimentos que desejo destacar. Vejo muitas “modinhas” sendo lançadas, “novos’’ alimentos, “novas promessas’’ de emagrecimento ou melhora da saúde em geral e me questiono: Por que buscar esses novos alimentos, que as vezes não são nem tão acessíveis para pessoas comuns, se temos uma variedade enorme de alimentos que são plantados e colhidos em nosso país, comercializados a um preço bem mais acessível ou até com potencial para ser plantado em sua própria hortinha? Pensando nisso, escolhi essa semana um alimento da safra de julho. Comento isso em vários textos e principalmente com meus pacientes: o alimento que está na safra tem menos agrotóxico (menos toxinas para o seu corpo metabolizar), são mais saborosos e mais baratos. Ou seja, tudo o que necessitamos.

O assunto da quinzena é o Côco seco! Aí vc me pergunta: Côco? Aquele fruto gorduroso? Do óleo de côco? Do leite de côco? Sim, o côco! Primeiro vale a pena ressaltar que existem gorduras e gorduras. A gordura do côco, é uma gordura tem uma qualidade superior em relação à gordura saturada, por exemplo, de origem animal. Claro que a gordura, no geral, deve ser consumida de forma moderada, porém, a gordura do côco seco é diferenciada, é um tipo de gordura que se denomina TCM (triglicerídeo de cadeia média), importantíssima na perda de peso, pois vira energia rapidamente pelo fato de ser absorvida direto pelo fígado. Sendo assim, o TCM não se acumula na forma de tecido adiposo (aquela sua gordurinha estocada no seu corpo). Para você, corredor, ou praticante de outra atividade física, é interessante investir no côco seco como pré treino se o seu objetivo for perda de gordura!

É importante destacar também, que o côco verde, embora tão saudável quanto o côco seco, não tem essa propriedade de auxílio na perda dos quilinhos extras. Quando o fruto ainda se encontra verde, ele não possui uma concentração significativa de ácido Láurico e monolauril, dupla essa que também é responsável pela capacidade antiinflamatória, antioxidante, antiviral e antifúngica do côco.

O côco seco possui ainda uma variedade de nutrientes, vitaminas e minerais. Desses, podemos destacar a vitamina E, cálcio, sódio, potássio (que ajudam no equilíbrio hídrico, combatendo o inchaço gerado pela retenção de líquidos) e magnésio em quantidades significativas e outros minerais antioxidantes como zinco e selênio. Não é sem razão que a água de côco é chamada de isotônico natural, ajuda a hidratar e repor a água perdida no suor, e é interessante ser ingerido no pós treino.

Finalmente, o côco é um alimento tão bom quanto o leite materno e o ovo. Ele é aproveitado integralmente (água e polpa), sua gordura é benéfica pois reduz os percentuais de gordura corporal e aumenta o colesterol bom (HDL), consequentemente, protege o coração! E para quem também precisa colocar o intestino para funcionar, a polpa do côco é uma excelente fonte de fibras (lembre-se de consumir água para usufruir desse efeito), além disso, o fato do fruto exigir uma mastigação mais intensa, ajuda no controle da saciedade e controla a compulsão alimentar. Ademais, ajuda no controle da fome por ter uma carga glicêmica baixa e estimula pouco a insulina. É ou não é uma maravilha? Cuide do seu organismo consumindo esse fruto! Uma dica para não exagerar na ingestão, é cortá-lo em várias lascas e dividir em porções pequenas para facilitar o consumo e não abusar em um só momento dessa delícia!

Receitinha da Aline

Panqueca de Côco

Crédito da Foto: Imagem da Internet

Panquecas de Côco com Frutas Vermelhas

Ingredientes:

1 ovo

3 claras em neve

3 colheres de sopa de goma de tapioca

3 colheres de sopa de côco natural ralado (pode ser industrializado se for sem açúcar)

½ colher de sopa de açúcar de côco ou adoçante da sua preferência (eu uso stévia)

Frutas vermelhas para decorar ou geléia sem açúcar

Preparo:

Bater as claras em neve e acrescentar os demais ingredientes mexendo delicadamente (exceto as frutas vermelhas. Numa panela antiaderente, coloque 2 colheres de massa por vez, tampe e deixe cozer (as panquecas tem que ficar mais altinhas e fofas). Faça isso com toda a massa e vá reservando as panquecas. Monte uma ou duas pilhas de panquecas, decore com as frutas vermelhas e sirva morninho. É uma delícia!!!

*Eu tenho uma panelinha que é do tamanho exato das paquecas e não gruda, então não preciso untar, mas caso seja necessário, use óleo de côco. Se você gostar, pode polvilhar um pouco de canela na massa.

Você pode usar a fruta de sua preferência. Eu gosto muito dessa receita com geléia de damasco também ou mesmo uma caldinha de whey ou alfarroba ou pura mesmo. Use a sua criatividade e seja feliz com a sua dieta!!!

Ah, na maioria das vezes, eu uso essa receita como pré treino! Acabo variando a cobertura de acordo com o objetivo da refeição. Converse com o seu nutri para que ele te oriente sobre como inserir esse tipo de alimento no seu plano alimentar! Não é porque é fit, que dá para comer toda hora, né?!  

Marina Bueno
Nutricionista (CRN 916081) formada na Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP, apaixonada por alimentação e vida saudável desde criança e em busca de um esporte para chamar de meu. Inquieta, curiosa, intensa… Não sou perfeita e também não sei tudo, mas espero que possamos sempre trocar muitas experiências!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: