Eu e ela…

por / quarta-feira, 29 abril 2015 / Postado emGente que corre, Promoções
Alguns momentos nossos...

Nós começamos a correr juntas. Sentamos, conversamos e resolvemos começar um esporte novo. Conseguimos enxergar o tamanho do desafio e resolvemos encarar. Foi assim que tudo começou, lá atrás, em 2008. Eu parei de correr por um tempo, ela também, mas sempre nos apoiamos não só no esporte, como na vida! Ela é a minha mãe. Já contei a história dela para vocês e hoje vou contar um pouco sobre a nossa primeira prova. Foi um revezamento divertidíssimo!

Havia pouco tempo que corríamos, estávamos treinando uma média de 2,5km e com muita vontade de evoluir. Era um treino normal, até que o nosso treinador falou sobre uma prova de revezamento que aconteceria em Belo Horizonte uns dias à frente. A prova se chamava Super 12, aconteceria na Avenida Bandeirantes (pista de 1,5km) e seriam 4 voltas de 3km. O prova poderia ser feita individualmente, em duplas, trios ou quartetos. Foi um alvoroço na nossa turma!

As equipes foram se formando e todos queriam se juntar aos mais rápidos. Quando vimos, estávamos sós. A assessoria era pequena e já não havia ninguém para correr conosco. Bom, como estávamos loucas para correr uma prova, aceitamos correr em dupla e, como não estávamos preparadas para correr 6km direto, combinamos que revezaríamos em 2 trechos alternados de 3km para cada. Passamos a treinar com mais vontade e lá fomos nós!

A pista da Bandeirantes tem subidas e descidas e uma inclinação estranha. Para quem estava acostumada a correr só nas retas, era um desafio tremendo. Eu corri o primeiro trecho e quando cheguei, não conseguia abaixar para tirar o chip e entregar para ela. Ela se ajoelhou, tirou a faixa que prendia o chip e foi embora. Eu fiquei tensa, angustiada, cansada e preocupada querendo saber o que se passava com ela. Quando ela chegou, fui eu quem se ajoelhou e retirou o chip. Parti para o meu segundo trecho muito cansada, mas na maior animação. A adrenalina de uma corrida de revezamento é surreal! Na última descida, escorreguei em um sachê de gel e minha rótula saiu. Que vontade de morrer. Eu tinha que terminar meu trecho, por ela! Terminei na raça, ela pegou o chip e foi.

Completar a minha primeira prova, foi surreal. Ao lado da minha mãe, inesquecível!!! Ficamos exaustas, nos cansamos como nunca havíamos imaginado, mas terminamos o nosso primeiro desafio sorrindo! Passamos o resto do dia cansadas, acabadas, mas sorrindo. Tínhamos participado da nossa primeira prova! Uma corrida simples, da qual nunca mais ouvi falar e que muitos até duvidam de ter existido. Parece até sonho, mas a minha medalha fica ao lado da minha cama e me lembra todos os dias do quanto podemos sonhar e realizar! Quem diria que aquela dupla que se assustou com trechos de 3km, correriam provas de 21km alguns anos depois? Quem diria que ousaríamos sonhar com provas de 42km?!

De lá pra cá, ela enfrentou um câncer correndo, eu enfrentei lesões sérias, corremos juntas os nossos primeiros 21km e no final do ano, eu estarei na linha de chegada quando ela terminar a sua primeira Maratona! É, ela vai correr uma Maratona! Eu ainda não me sinto pronta, mas me propus a acompanhá-la na viagem, a correr um trecho ao lado dela e sei que estarei na linha de chegada quando o desafio chegar ao fim!

Essa é a minha história na corrida com a minha mãe! Você tem uma história com a sua mãe ou a sua filha envolvendo corrida? Conta pra gente!!! Basta escrever, compartilhar no Facebook ou Instagram marcando o Corra Leve e a CoolbeltMG. A melhor história será contada no blog e a dupla escolhida vai ganhar um kit com uma Coolbelt e uma Cooltowels para cada! O resultado sai no dia 08/05/2015 (sexta feira) às 19h e a história será publicada no blog no Dia das Mães! Envie a sua história!!!

Participe!!!

Participe!!!

Aline Oliveira
Apaixonada pela vida, por esportes, pessoas e suas histórias. Curiosa sobre o mundo e eterna aprendiz. Depois de anos proibida de praticar os esportes que amava devido a um probleminha nos joelhos, resolvi me arriscar. Não aceitei largar a corrida e hoje sou uma corredora muito feliz!!!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: