É saudável???

por / quarta-feira, 16 setembro 2015 / Postado emSaúde é tudo
Alimentação Saudável

O senso comum é responsável por moldar muitos dos nossos costumes, nossas opiniões e nossas ideias. A alimentação também costuma ser intensamente afetada por ele, informações cientificas ou não, interpretadas por nós, pessoas na maioria das vezes leigas, e sempre passadas para frente. Quantas vezes você já pensou em comer algo ‘’bom’’ para aquilo, porque sua avó dizia que era? Ou você não comeu um outro alimento a noite pela fama de ser pesado ou forte demais? Quais dessas informações são realmente verdade? Nossas ideias e nossas impressões sobre os alimentos dizem muito sobre nossa alimentação, a informação é essencial, mas interpretá-la ou ter alguém para orienta-lo em relação a ela também é.

Nessa busca desenfreada por ser saudável, alguns alimentos ganham a BOA fama. Pobre do ovo que por tantos anos levou a má fama que tem sido desconstruída de uns tempos pra cá, portanto, o inverso também acontece. Tanto pelo senso comum quanto pelo marketing forte da indústria alimentícia interessada somente em te vender a ideia sobre ser saudável. Sempre bato nessa tecla, o objetivo da indústria é LUCRAR, portanto fiquem de olhos abertos!!!

Quem lembra daquela propaganda que incentivava as mães a trocarem um bifinho por um danoninho e oferecerem esse alimento ao seus filhos? É imensurável a quantidade de mães que ainda oferecem danoninho aos bebês em fase de introdução alimentar achando estar realmente dando para ele um alimento cheio de benefícios! Até hoje as propagandas desse alimento o tratam como uma fonte de cálcio importante, mas e a quantidade de açúcar? E os conservantes? E o sódio? Dessa forma, vários outros alimentos ganham essa boa fama, e para desconstruí-la também tem sido um esforço imenso para nós nutricionistas!

Aí vai uma lista breve de alguns alimentos que você provavelmente pensa serem opções saudáveis: pão ou qualquer outro alimento sem glúten ou qualquer pão integral (aqueles de mil e um grãos), suplementos como Sustagem, Neston, Mucilom, adoçante, barra de cereal (que já falamos sobre aqui!), qualquer iogurte 0% de gordura ou desnatado, granola light, comida japonesa, alimentos à base de soja. Te peguei? Aposto que sim!

Os pães integrais já citados no post dos rótulos, nem todo pão que se diz ser integral, é realmente integral, o primeiro ingrediente precisa ser farinha integral! Assim como nem todo pão sem glúten é saudável, observe as quantidades de gordura trans e de sódio! Esses alimentos são feitos para pessoas celíacas (intolerantes ao glúten), elas também comem, ou podem comer alimentos não saudáveis. Em relação aos iogurtes desnatados, a gordura do iogurte pode ser boa para o nosso organismo, lembre-se que as gorduras são as carregadoras das importantíssimas vitaminas A, D,E e K. Se seu objetivo não é restringir a gordura boa da sua alimentação, talvez não precise consumir esse produto achando que ele é o melhor que o iogurte integral. A granola light também entra na lista do VIDE RÓTULO, muitos desses produtos podem ter o teor de açúcar reduzido mas serem ricos em flocos de milho, trigo (carboidratos de rápida absorção, semelhante ao consumo de açúcar simples), farinha de soja, fécula de mandioca, maltodextrina.

Finalmente irei citar os adoçantes, produtos que são uma armadilha para a nossa saúde. Nossas células não reconhecem os adoçantes, elas interpretam como açúcar, como glicose, o seu cérebro interpreta assim, e acontece a secreção da INSULINA, sendo que não tem nada ali pra ela captar. Além disso, o consumo do adoçante desencadeia a maior vontade de consumir doces. Contraditório para fazer você pensar se você consome adoçantes com frequência. Outro alimento com boa fama é a comida japonesa, pois se você troca um almoço convencional por um almoço japonês, saiba que pode não estar fazendo a melhor escolha. Um almoço com 8 unidades de tekamaki e 8 unidades de Califórnia roll pode equivaler a 6 fatias de pão de forma + 1 colher de sopa de maionese + 2 folhas de alga + 2 sashimis de Atum e 2/4 de um Abacate, ou seja, uma refeição NADA light! Fiquem de olho, as preparações levam muito shoyu, açúcar/carboidrato (arroz)!

Por último, e de forma alguma menos importante, temos os produtos à base de soja ou proteína de soja. A soja é fonte de ácido fítico, um antinutriente que impede a absorção correta de alguns minerais como zinco, ferro, cobre, cálcio e magnésio, é um alimento transgênico (preocupação com o impacto da exposição a longo prazo). A soja ainda possui fitoestrógenos que pode levar ao retardo do desenvolvimento sexual nos meninos, feminização, menarca nas meninas, e é também um alimento altamente contaminado por metais pesados, a soja é prejudicial para quem possui hipotiroidismo pois diminui a transformação de T4 em T3 e aumenta os requerimentos de vitamina D e vitamina B12 (atentar-se às deficiências). Vamos desconstruir os mitos e procurar informações confiáveis. Você já descobriu algum alimento que te surpreendeu por não ser tão saudável quanto você pensava? Comente aí e conte pra gente!

Marina Bueno
Nutricionista (CRN 916081) formada na Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP, apaixonada por alimentação e vida saudável desde criança e em busca de um esporte para chamar de meu. Inquieta, curiosa, intensa… Não sou perfeita e também não sei tudo, mas espero que possamos sempre trocar muitas experiências!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: