Correndo e sorrindo: uma história encantadora!

por / quarta-feira, 09 dezembro 2015 / Postado emGente que corre
Correndo e sorrindo

Ele jogava futebol e era sempre muito rápido. Ter amigos que correm, gostar de assistir provas de atletismo e o fato de ter começado a trabalhar numa loja de produtos esportivos, o levaram à corrida. Ele queria acrescentar mais uma atividade física à rotina e esse esporte parecia uma boa alternativa. Logo no início, ele percebeu que levava jeito para correr e começou a se dedicar. O nome dele é Felipe Branco, ele está “Conhecendo BH Correndo” e conversou um pouco comigo sobre esse esporte que tanto amamos e que só nos trouxe muitas alegrias!

No início, ele tinha que treinar sozinho porque os horários não batiam com os dos amigos e não foi nada fácil se motivar para sair correndo por aí. Ele não conhecia lugares legais para treinar perto de casa, não sabia direito como conduzir os treinos, mas foi pesquisando, conversando com algumas pessoas e foi dando certo. Ele começou a evoluir e a gostar muito daquilo!

A corrida mudou algumas coisas na vida do Felipe. Ele aprendeu a ser mais disciplinado, a se organizar para atingir objetivos, fez muitos amigos, conquistou coisas que sequer imaginava e ainda por cima, diminuiu a frequência das crises de sinusite e enxaqueca! Segundo ele, a corrida o fez enxergar seus limites e o ensinou a respeitá-los. Até para a faculdade de Educação Física, a corrida levou esse garoto!!!

Mas é claro que nem tudo são flores! A maior dificuldade do nosso atleta em relação à corrida é justamente acordar cedo para treinar! O cara é ligado nos 220V! Corre daqui, corre dali, cabeça fervilhando daqui e dali, claro que tem dificuldade para dormir! E se não dorme bem, tem dificuldade de acordar! Quando está de férias da faculdade, como agora, ele fica super feliz por treinar à noite, mas na rotina normal, o treino é cedo e isso chateia um pouco o Felipe!

Com tanto ânimo e amor pela corrida, é claro que o Felipe ia contagiar muita gente! Ele foi envolvendo os amigos, se superando a cada dia, falando sobre corrida e, quando a Telma assustou, até ela estava correndo! A Telma Pereira é a esposa do Felipe e fez sua estreia no Circuito das Estações no final de Novembro. De tanto observar a dedicação do marido e se encantar por todo esse amor que ele sente pelo esporte, ela resolveu correr também!

Casal que corre junto é mais unido!!! Sou fã!

Casal que corre junto é mais unido!!! Sou fã!

A corrida, permitiu ao Felipe unir duas paixões: a cidade de BH e a corrida. Assim surgiu o projeto “Conhecendo BH Correndo”. Numa cidade tão grande e com tantos lugares diferentes, o Felipe não queria acreditar que só dava para correr nos lugares tradicionais como: Pampulha, Praça da Liberdade, Andradas e Belvedere. Ele mesmo, já corria por alguns lugares “escondidos” perto de casa e queria provar que a corrida é tão democrática que realmente pode ser praticada em qualquer lugar.

O primeiro passo, foi organizar as ideias e tentar montar percursos possíveis para se correr pela cidade. Depois, ele começou a pesquisar os locais para saber o que poderia ser atrativo em cada percurso e o que haveria de legal em cada lugar. A Run&Fun BH apoiou o projeto e também o nosso atleta! Desde então, ele vem desbravando a cidade, nos dando lindas possibilidades para correr em BH, além de treinar a cada dia mais forte e ter melhorado muito os seus tempos!  Se você também quer conhecer BH correndo, fique ligado na página da Run&Fun BH no Facebook porque os treinos do projeto são anunciados lá e são abertos a todos! Quem dita o ritmo é o público e você também pode dar sugestões de trajetos!

O cara corre muito e ainda é modesto! “Comecei a correr sem grandes pretensões, tanto nos resultados quanto na criação de parcerias. Eu tento aproveitar ao máximo cada momento vivido nas corridas, treinos e nos encontros do projeto. Qualquer diversão e qualquer sorriso são sempre bem-vindos!” É isso aí, o cara corre muito, corre bem e ainda se diverte. E como se diverte! Ele não gosta muito de falar sobre tempo, sempre briga quando eu digo que ele é queniano, mas participou da Volta Internacional da Pampulha domingo passado e fechou os 18km em 1:14:38!!! Isso é resultado de muito treino, planejamento e dedicação!!! Ah, e esse tempo foi porque ele tem sentido umas dores no tornozelo e estava sem correr enquanto tentava descobrir o que era. Se estivesse treinando com a regularidade de sempre, teria voado na Pampulha!

Assim como eu, o Felipe acredita em planejamento e não é só da boca para fora não! “Eu tento planejar o que pode ser conquistado já no começo do ano. Entretanto  busco ser o mais realista possível nesses objetivos, e às vezes, isso até me atrapalha porque vez ou outra chego a ser pessimista. Este ano, por exemplo, a ideia era que eu chegasse ao meu melhor momento no segundo semestre e eu fiquei melhor que o esperado, claro que aqui cabe um elogio aos meus treinadores, que me incentivaram e orientaram em busca dos meus objetivos. Em geral, eu tento planejar meus objetivos na corrida lado a lado ao cotidiano, ao trabalho e a rotina familiar”.

Pois é, esse cara corre muito, se diverte, nos apresenta uma outra face da cidade, trabalha, estuda e ainda mantém uma rotina familiar super agitada! Quase um super herói!!! Tenho certeza de que ele ainda vai correr mais ainda e que vai conquistar vários pódios! Ele está caminhando para isso! Novas parcerias estão surgindo e aos, poucos, bons profissionais vão se juntando a esse garoto para ajudá-lo a conquistar seus objetivos. Eu realmente acredito nele! Um cara simples, carismático, dedicado, rápido e muito carinhoso com todos! Se você ainda não tinha ouvido falar do Felipe Branco, se prepare pois ainda vai ouvir muitas coisas boas a respeito desse atleta!!!

“Seja qual for seu objetivo na corrida, seja qual for o seu motivo, DEDIQUE-SE a ele, se esforce, dê o seu melhor, sempre! Nunca se esqueça de se divertir! Tenha mais situações de alegrias que de esforço e sofrimentos. Não troque sua família por nada, pois pode ser que eles não apareçam na linha de chegada e acredito que não é isso que queremos. E, por fim, abrace de verdade, abrace forte, de abraços mal dados, o mundo está cheio!”

O Felipe é dessas pessoas com as quais não tem tempo ruim! Ele sabe o que quer, se esforça, corre literalmente atrás e não desanima! Ele passou um tempo desempregado e até como servente de predreiro trabalhou! Ele sabe que o mais importante nessa vida são as pessoas que amamos e as coisas que vivemos. Ele é desses caras que não se deixa abalar, que faz o que está ao alcance e não deixa de acreditar. E isso eu valorizo muito! Se você quer apadrinhar ou patrocinar um atleta, clique no link e dê uma força para o Felipe!

O Felipe é desses amigos surreais que a corrida me trouxe. Nos conhecemos por causa do blog, nos aproximamos por causa da Run&Fun e a cada dia me surpreendo mais e mais com a garra desse garoto! Ainda não fui conhecer BH correndo ao lado dele, mas depois que ele me explicou que corre no ritmo dos participantes e tem espaço para todos, estou no aguardo da próxima data para participar!!! Vambora?!

Dos bons amigos que a corrida me trouxe...

Dos bons amigos que a corrida me trouxe…

Aline Oliveira
Apaixonada pela vida, por esportes, pessoas e suas histórias. Curiosa sobre o mundo e eterna aprendiz. Depois de anos proibida de praticar os esportes que amava devido a um probleminha nos joelhos, resolvi me arriscar. Não aceitei largar a corrida e hoje sou uma corredora muito feliz!!!

TOPO
%d blogueiros gostam disto: