Na reta final, tive 3 pessoas que me apoiaram muito, que ouviram minhas reclamações, meus medos e ansiedades. A Chrys, minha amiga da vida toda, sempre me dizia o quão grande era tudo aquilo que eu estava vivendo e o quanto ela me admirava por ter me proposto o desafio e corrido muito para realizá-lo.

No momento em que eu decidi entrar naquele carro, o sonho chegava ao final. Ao contrário do que muitos me perguntaram, não foi difícil ali. Naquela hora, eu não conseguia respirar. Não dava para pensar em nada. Lembro que entrei no carro da organização e me encolhi em posição fetal. Eu só queria me sentir

Quando largamos em Lauro Müller, fazia um pouco de frio. Não o frio que havia me aterrorizado fazendo gastar um fortuna em roupas novas para enfrentar até uma possível nevasca! Era um frio com o qual já estou acostumada. Aquele frio que só o corta vento resolve (corta vento luxo e exclusivo, no caso) e

Nas semanas que antecederam a Uphill, eu estava trabalhando freneticamente para deixar tudo sob controle enquanto estivesse de férias. Passei 2 semanas trabalhando de 11 a 13 horas seguidas porque precisava deixar 30 dias de trabalho adiantado por não ter quem me substituísse na empresa. Pesado. Mais pesado ainda para quem enfrentava os treinos para

A Mizuno Uphill era a minha prova dos sonhos e isso eu nunca escondi. Tanto é, que quando lancei o Desafio Secreto, imaginei que qualquer um que me conhece um pouquinho adivinharia qual era a prova na primeira conversa! Mas não foi isso que aconteceu… Eu tinha tanto medo da prova e tanto respeito pela

Imagine acordar no meio da noite com tremores no pescoço e taquicardia. Você volta a dormir, mas acorda novamente com os mesmos sintomas. Os dias passam e de repente você já não consegue dormir. E no dia seguinte tem treino cedo e você não rende muito, mas acredita que foi pela falta de sono. No

Faltam 60 dias para a prova da minha vida. Faltam 60 dias para eu estar alinhada numa cidade que eu não conheço, ao lado de pessoas que eu nunca vi, para encarar o maior desafio ao qual eu me propus. Eu estou com muito medo. Estou desesperada. Não sei mais o que pensar e o

Eu comentei com algumas pessoas que queria falar sobre alguém que fosse muito disciplinado. Me indicaram o Paulo. Nós começamos a conversar e eu fui percebendo que ele não só é super disciplinado, como organizado, dedicado e apaixonado. Pois é, o cara é apaixonado não só pelo esporte, mas pela vida e isso realmente me

Num dia de muito stress no trabalho, recebi a seguinte mensagem: “O que você acha de correr no México em Novembro?” Eu, que havia acabado de assinar minha folha de férias para Outubro, desesperei. Como eu poderia ir para o México em Novembro? Um dos países que eu mais sonhava conhecer! Vieram outras mensagens em

Tudo começou na Corrida da Araújo. Corrida linda, muito cheia, com organização exemplar e minha primeira provinha do ano (!). Foi tudo de lindo! Ao final da prova, passei na tenda da Run&Fun para fazer aquele social – que a gente ama – e aquela massagem pós prova que coloca o corpo nos eixos. Até

Após descobrir minha bursite, fiquei muito desanimada. Afinal, quem não ficaria desanimado com mais uma lesão? Nos últimos anos, foram elas que me afastaram do esporte que tanto amo, foram elas que direcionaram os meus planos, foram elas que determinaram o meu astral. No meio de uma retomada tão bem planejada e mais do que

Sei que para muitos ainda soa estranho alguém comer a gordura natural dos alimentos, não comer industrializados, não usar adoçantes artificiais, não comer nada light ou diet e ainda pensar que está saudável e muito bem… Pois é, nos ensinaram a comer errado a vida toda, como mudar hábitos que estão enraizados no nosso inconsciente,

TOPO
%d blogueiros gostam disto: